30 de maio de 2009

Noticias da Mafalda

Ontem eu e a Carol fomos ver a Mafalda já ao final do dia.

Assim que nos vimos, abraçámo-nos e chorámos juntas. Naquele momento não foram precisas palavras. A amizade forte é assim que comunica.

Ela agradeceu todos os beijinhos que vcs mandaram e retribui.

Por incrivel que pareça esta miuda estava super bem disposta e faladora, afinal o que são 10h para ela. Tinha a mamoca nova ao fresco e não tinha dores, essa é a parte melhor. A maminha estava super bem feita, realmente não é para todos, este médico é mesmo um artista, dava a sensação que nunca lhe tiram tirado a mama. Incrivel mesmo! Agora é que vai ser!

Gostei muito de a ver. Admiro muito a coragem dela e principalmente a determinação. Pois desde o 1º dia que a conheço que ela sempre disse: "Isto só termina quando eu fizer a reconstrução". E assim foi.

Amiga, esta foi mais uma etapa superada. E tu mereces tudo de bom na vida.

Um xi apertadinho (com uma lagrimita).

Gosto muito de ti amiga!


P.S. Podem postar porque ela tem internet no quarto.

27 de maio de 2009

A Mafaldinha vai trocar o "pneu"

Meninas, a nossa Mafaldinha vai amanhã alojar-se no Hospital da Luz para lhe ser trocado o "pneu". É verdade, finalmente vai livrar-se do peso abdominal e passá-lo para o lugar da mama.
Falei hoje com ela e estava bué de nervosa, atarefada com os preparativos e tambem com a jantarada desta noite para festejar o aniversário do filhote. Que raio de dia que o puto escolheu...
Transmiti-lhe a minha solidariedade, pois acredito que vai correr tudo bem. Já lhe disseram que vai entrar no bloco por volta das 14h e é suposto durar cerca de 10 horas (porra que até eu estou nervosa).
Depois é que vai ser...se aquela gaja já ninguém a atura com o pneu em baixo, imaginem agora com o pneu cheio no lugar da mama ou a mama cheia em formato de pneu, ou...também não interessa. A chavala vai dar que falar, essa é que é a verdade.
Boa sorte amiga, nós estamos aqui contigo!
Gosti!
Breaking News
Acabei de falar com o marido que já esteve com ela e a bacana já está fixe, apesar da moca. Não diz coisa com coisa, o que não é novidade (lol), mas está a recuperar bem e não tinha dores, provavelmente ainda estava sob o efeito da anestesia e sedativos. Já foi para os seus aposentos. Não vale a pena ligarem-lhe porque ela não tem o telélé com ela. Agora é para descansar. Ao final da tarde vou dar-lhe uma beijoca grande por vcs todas.

Cancro da Mama na TV

Para quem não viu, aqui vai o link para a 1ª parte do programa Serviço de Saude de Maria Elisa. Pena que estes programas passem a horas tardias.

Afinal as novelas dispõem melhor, não é verdade? E estes temas incomodam muito e por isso há que enfiar a cabeça na areia e acreditar que isto só acontece aos outros.

b&a

http://tv1.rtp.pt/multimedia/?tvprog=24440&idpod=25743

26 de maio de 2009

Vejam hoje o Serviço de Saúde

Hoje vai passar uma reportagem que fizeram sobre o Cancro de Mama, no programa da Jornalista Maria Elisa - Serviço de Saúde, com a presença da nossa Liliana.
Temas como a prevenção, o diagnóstico e o apoio de Associações Humanitárias de Apoio a esta patologia vão ser abordados.
A Liliana envia um "bem haja" à Associação Portuguesa de Apoio à Mulher com Cancro de Mama (www.apamcm.org) e à Associação Humanitária de Apoio à Mulher com Cancro de Mama do Hospital de Santa Maria - Amigas do Peito.
E nós mandamos um à Lily, não é?

Não percam!

P.S. Acho que vão encontrar outras gosmas...

19 de maio de 2009

Rosa Esperança na Grande Entrevista RTP1


Na próxima quinta-feira, dia 21, pelas 21h00, no programa Grande Entrevista da jornalista Judite de Sousa, vai falar-se de cancro da mama, do projecto Rosa Esperança e de prevenção e esperança.
A ver!

18 de maio de 2009

Que desatino...

Não tenho tido vontade de escrever, muito menos de falar. No entanto todos os dias venho ver-vos porque já me habituei à vossa presença na minha vida e não quero passar sem ela.

Há 3 semanas atrás fui burlada na internet, utilizaram o meu cartão de credito indevidamente comprando jogos online. Tem sido uma carga de trabalhos porque tive de cancelar tudo no banco. Estamos de tal forma habituados aos cartões que já não sabemos viver sem eles.

Desde que comecei a trabalhar e pelo facto de estar muito tempo sentada voltaram as dores nas articulações. É o suficiente para ficar mais ansiosa, com pensamentos que não ajudam nada. Ontem fiquei em casa, aproveitei para descansar e à tarde fui fazer uma caminhada, o que me aliviou bastante.

Em casa o ambiente não está famoso. Já não sei o que é que devo fazer ou dizer disto tudo. Por vezes dá-me vontade de fazer as malas e desaparecer. Não é facil carregar com este fardo sózinha, mas é assim que me sinto.

Espero por dias mais felizes.