24 de abril de 2009

Será a vida simples ou simplista?

Tenho andado um bocadinho ausente, mas no entanto estou atenta a todas vós e sei que as coisas estão bem de uma forma geral, apesar do herpes da Gigi e da queimadura da Liliana. É só uma questão de tempo, não fossem elas umas vencedoras.

No blog da Nela, vi o video com a Simone e os testemunhos das nossas estrelas Rosa Esperança. E digo-vos de coração aquilo que já vos disse outras vezes, vocês são mulheres de grande valor e um farol nas nossas vidas. A vossa coragem e esperança renovam-nos o espirito e dão-nos alento para seguirmos em frente.
Quanto à Simone, é uma referência. Uma força da natureza. Deve ter passado pelos medos e angústias tal como nós, mas olhou o bicho de frente acreditando que seria mais forte que ele. E venceu!

Felizmente existem muitas outras "Simones", que tal como ela, não têm medo de chamar as coisas pelos nomes. Agarram o touro pelos cornos e olham para cima. E muitos se interrogam: De onde vem essa força? Não sei. Talvez porque gostam demasiado de andar por cá e de abraçar e beijar quem mais amam. Gostam de acordar todas as manhãs e entrar no quarto dos seus filhotes e vê-los ainda a dormir. E apetece-lhes ficar ali, a olhar para eles, desfrutando da serenidade que aquele momento oferece.

Porque gostam do calor do sol, do barulho da chuva e do cheiro do mar. Tornam-se básicas. Gostam simplesmente do mais simples. Olham para a essência em vez do acessório. Talvez porque viram a morte ali ao lado e viraram-lhe a cara.

Passam a relativizar as coisas. Aquilo que anteriormente seria um problema, agora é só um pequeno aborrecimento.

Mas depois surge aqui um "gap". Quem está ao seu redor não está na mesma sintonia. Não têm esta visão tão simples das coisas. Valorizam e potenciam aquilo a que chamam "problemas" e alimentam o superfluo. A ideia de que vivem assoberbados de problemas é um lugar comum e já não sabem viver de outra forma. Não abdicam do conforto e não querem ouvir falar daquilo que os incomoda. Renunciam à beleza das coisas simples em prol das coisas materiais. Deixa de haver lugar para sentimentos e emoções. Isso é coisa de gente fraca.

Resultado...fecham-se na sua concha e esperam que passe.

Afinal, estamos cá para ser felizes! Não me disseram é que tinha de ser assim...

20 comentários:

Nela disse...

Rica, já chamei a atenção para o teu post lá no meu blog. Vale a pena lê-lo...!
Disseste tudo e bem. Gostei particularmente daquela: tornamo-nos básicas! É isso mesmo.
Tens que escrever mais vezes, Nina.
Jinhos, oh básica da Amadora...

Cristina J. disse...

Também acho que devias escrever mais vezes... faz bem não é?
E quem lê "ouve" melhor as palavras. Penso que já te tinha dito isto.
E sabes dizer tudo muito bem.

Alguma vez te desafiaram a escrever um livro? Ou a participar de algum?

Bjinhos grandes

imel disse...

Pois é, lava a alma!

bjokinhas a vocemesseses

a básica!

Cinda disse...

O que escrevrste saiu das entranhas, que por vezes,tão cheias que ficam, transbordam.
Como dizem as nossas Amigas Nela e Cris.J. escrever faz muito bem à alma e para quem nos ouve, fica mais na memória. as palavras leva-as o vento e, na maioria das vezes, trazem tempestade. A escrita fica, para se voltar a ler e reler, fazendo pensar mais que uma vez.
Minha querida, básico só o ensino e muito mau.
Beijocas grandes, que já tenhos saudades de um abraço.

Natty disse...

Grande Senhora, merece um grande aplauso.
Uma "BASICA HOMENAGEM ÀS NOSSAS LUTADORAS", colocou todos os pontos nos devidos lugares, BELO retalho... "BÁSICAS" é tão bom ser BÁSICA... eu adoro ser "BASICA", valorizo tudo... até as nuvens do céu.
E porque não o livro ser feito com "retalhos" como este?
COM GRANDE ADMIRAÇÃO, um beijinho.
Natty

Lina Querubim disse...

Esta Menina escreve que é uma maravilha :) não o faz muitas vezes mas...quando faz é sempre de alma!
Tu fazes parte de todas as básicas que a vida ou a doença ensina a ser assim.
Beijokas grandes para ti e para todas!

Gigi disse...

Uma saudação para quem escreve desta forma, quem consegue, assim de forma simples o que sente. Mas ser simples não significa ser fácil. è preciso ter maturidade e distanciamento das coisas para poder expolas.

Quantas vezes me sentei com o mesmo intuito, mas sem conseguir colocar um letra, uma letrinha apenas.

Um beijinho para ti.

Liliana disse...

Muito bem dito!!!

Não poderia concordar mais...

Beijinhos

Alda disse...

Muito bem Imel, continua..
beijinhos

laura disse...

*****

Mulher básica! Nâoooo!

Por outro lado...

Mulher básica de.....arrazar!
Lábios pintados, decote atrevido, mulher e tanto....
Mulher básica mas... não rasteja, vai em frente, não perde tempo com ninharias, não vacila, não tem "gaps"... acredita no que é importante para a vida e vai... e vai... e é feliz!!!
Tem de ser.
beijinhos,
laura

de Bizet disse...

Devias escrever mais vezes.
Escreves com alma.
Um abraço.
Carmen.

Lina Querubim disse...

Vim dar uma boa noite e um monte de beijos :))))

mari-lou disse...

Escreve Isabel despeja o saco dessa maneira que só tu sabes fazê-lo, porque estás de saco cheio mas pegas nas pontas do saco e zás arregaças as mangas e vais à luta, mas primeiro espreitas a tua princesa para ver se está a dormir,
Grande mulher! Grande mãe E GRANDE ESCRITORA PARABÉNS

Eu é que sou básica, mas é a maneira de espressar o que sinto perdoa.

Lina Querubim disse...

Boa noite Imel :)


Parabéns pelo aniversário dio dia da Mãe :)
E parabéns a todas as Mães!!
Beijokas

IsaLenca disse...

Está lindo este texto! Consegues passar para o papel os sentimentos e as tuas acutilantes observações de uma forma espectacular! Realmente, já pensaste em tentar escrever a sério? Temos aqui uma Super CLAC!

Agora básicas não diria. Diria antes Simples, sem complicações, em mesquinhices. E são estas as características que me atraiem em todas vocês, Mulheres com M grande.
Se todas conseguíssemos ser "básicas" de certeza que não existiram nem metade dos problemas.
E pensar que por vezes arranjo "uma historia de sete cabeças" por umas simples "picuiquices"!

Bjs grandes (e um beijinho à Mafalda)

carla ervilha disse...

Um grande beijo, Imel querida... Escreves tão bem... És muito especial! Miminho*

Lina Querubim disse...

Lindas, maravilhosas são o meu orgulho!!!!
Não tenho mais palavras...ás que não estão na tv tb estão incluídas!
Beijinhos grandes adoro-vos!!!

mari-lou disse...

É por isto que gosto tanto de vós.

Beijinhos.

Isalenca, tu também não sendo básica, és muito especial

Lina Querubim disse...

Beijinhos e bom fim de semana ;)

May Alek disse...

Olá, Imel!
Também ando um pouco ausente dos blogs, mas não deixo de pensar nas amigas que vivem aí desse lado do Atlântico. E que bom poder voltar aqui e ler esse seu belo texto. E muito verdadeiro.
Um bom domingo e um beijo carinhoso.