3 de fevereiro de 2009

Tenho vergonha do país em que vivo



Depois de ter falado ontem com o medico, ficou combinado hoje fazer as analises, ter a consulta e tratar logo do assunto para recorrer na Seg Social.

Bem para começar, as analises estão bem excepto os leucocitos que estão abaixo do normal. Fiquei logo assustada mas o medico diz que pode ser da gripe que apanhei. Repito daqui a 1 semana.

O medico tambem ficou indignado com a decisão dos anormais da Seg. Social. Depois lá fez um relatorio onde explicava tudo o que já tinha feito e à data de hoje encontrava-me com neutropenia e que aguardavamos ainda alguns resultados. Se tudo estiver bem, dentro de 15 dias considero que já poderá ir trabalhar. Estas foram mais ou menos as palavras. Bem, lá fui de novo com o papelinho ao antro de incompetentes situado na Av. EUA para recorrer da decisão da semana passada.

Agora aguardo atentamente noticias daquele hospicio. Só espero que não me calhe a mesma desgraçada pela frente, senão não respondo pelos meus actos. Aí mostro a minha costela minhota e ela vai pedir para não ter nascido.

7 comentários:

Lina Querubim disse...

Dá-lhe Imel!!!!!!!!!!!!!!!
GGGGGGGGGGGGGGGRrrrrrrrrrrrrrrrrrr
Bjoka

IsaLenca disse...

Se a mulher ou quem ler esse papel não souber ler...dá-lhe mulher! Ainda por cima és grande: deves impor algum respeitinho não?
Eu estou a brincar...não sou nada pelas violências, sou mais por: são burocráticos, ok, então vamos reclamar com todos os meios burocráticos que temos: chamar o chefe de secção, pedir o livro de reclamações, não dão? Chamar a polícia porque são obrigados a ter e disponibilizar o livro, contactar alguma televisão.....respirar fundo e ter muita paciência para isto tudo.
Já lá diziam os Gato Fedorento: Papel! Qual papel? O papel! Mas qual papel?
E é nisso que andamos, empapeladas cada vez mais...


E a propósito de burocracia aqui fica um exemplo da burocracia portuguesa no seu melhor!!!!!!

Um cidadão português, que sempre desejou ter uma casa com vista para o
Tejo, descobriu finalmente umas águas-furtadas algures numa das colinas de
Lisboa que cumpria essa condição. No entanto, uma das assoalhadas não
tinha janela. Falou então com um arquitecto amigo para que ele fizesse o
projecto e o entregásse na Câmara de Lisboa, para obter a respectiva
autorização para a obra.
O amigo dissuadiu-o logo dizendo que demoraria bastantes meses ou mesmo
anos a obter uma resposta e que, no final, ela seria negativa. No entanto,
acrescentou, ele resolveria o problema. Assim, numa sexta-feira ao fim da
tarde, uma equipa de pedreiros entrou na referida casa, abriu a janela,
colocou os vidros e pintou a fachada.
O arquitecto tirou então fotos do exterior, onde se via a nova janela e
endereçou um pedido à CML, solicitando que fosse permitido ao proprietário
fechar a dita cuja janela.
Passado alguns meses, a resposta chegou e era avassaladora: invocando um
extenso número de artigos dos mais diversos códigos, os serviços da Câmara
davam um rotundo NÃO à pretensão do proprietário de fechar a dita cuja
janela.
E assim, o dono da casa não só ganhou uma janela nova, como ficou com toda
a argumentação jurídica para rebater alguém que, algum dia, se atreva a
vir dizer-lhe que tem de fechar a janela!

Pode ser anedota mas conheço quem já tenha arranjado esta solução!
Bjs

Cinda disse...

Tem calma miúda. Sei que não é fácil!!!mas não a+anhamos moscas com vinagre. Como diz a Isalenca este país é só papel e se eles querem estragar a nossa floresta só temos mesmo é que escrver e cada vez mais.
Assim vais dar cabo de ti e eu sei como é porque assim sou.
Espera e só depois respondes. Vá lá.......um bocadinho de calma. Beijocas

mari-lou disse...

Olha Cinda nem com vinagre nem sem vinagre, apanhamos é azelhas que é no que nos estamos a tornar, se não nos entesarmos com esta maralha estamos fritos.

Bjs.

IsaLenca disse...

Um bom início de semana!
Toca a arrebitar! Bjs

Anônimo disse...

É VERDADE, O LIVRO DE RECLAMÇÕES FUNCIONA MUITO BEM, CLARO QUE NÃO VAMOS RECLAMAR POR TUDO E POR NADA, MAS QUANDO É PRECISO É PRECISO!! NUNCA ESQUECER DE REFERENCIAR O NOME DAS PESSOAS ENVOLVIDAS.
BEIJINHOS E BOA SORTE.
IS@

carla da ervilha disse...

Li os dois últimos posts e fiquei incrédula. Nunca ouvi essa de mandarem trabalhar no dia seguinte. Ainda bem que tens essa costela minhota. Usa-a! Beijo grande*