27 de fevereiro de 2009

Parabéns Mafaldinha

Amiga, desejo-te tudo o que há de melhor na vida, muita saude, alegria e que continues com essa maluquice saudável por muitos anos, porque sem isso não tens piada nenhuma, chavala!


Tchim, Tchim aos teus 44! Não preciso de te lembrar ...Agarra-A hoje !


Um beijo do tamanho do Mundo!

De regresso ao Lab


Bem já é hora de postar qualquer coisa, não é verdade?

O Carnaval já passou e eu não me mascarei!!!!

Então é assim, 4ª f foi dia de junta médica e desta vez assim que entrei já não me calei, disse tudo aquilo que tinha para dizer já há muito tempo. Não foram os famosos 1'1/2 mas talvez uns merecidos 10', tempo suficiente para eu soltar algumas verdades que estes senhores têm de ouvir de vez em quando, porque somos doentes oncológicos e queremos ser tratados com dignidade e respeito.

O mês de Fevereiro foi regularizado e vão pagar-me sabe Deus quando. Quanto à baixa, não se opuseram ao que o meu médico colocou em relatório, i.e., com efeitos até ao dia 3 Março. Posto isto vou mesmo dar no duro na proxima 4ª feira. Para ser sincera, começo a ficar um bocadito ansiosa, afinal já lá vão quase 2 anos e quer queiramos quer não, perde-se o ritmo, mas acredito que logo logo as coisas entram nos eixos. Agora resta-me usufruir ao máximo deste sol de inverno porque no laboratório mais parecemos uns ratos, herméticamente fechados sem poder sentir o ar da rua, coisa que sempre me fez confusão, mas são as exigências da industria farmaceutica.

17 de fevereiro de 2009

Parabéns Gosmita


Hoje é dia de celebrarmos o aniversário da nossa amiga do coração Nelita, a Gosmita que resolveu fazer 50 anos. Na verdade a nhanha de caracol faz milagres porque a bendita tez desta rapariga está cada vez mais jovem.


A ti Gosmita que tanto do teu tempo nos dás todos os dias desejo-te o melhor que o Mundo tem, muitos anos de vida repletos de energia e boa disposição, salpicados de amor e perfumados pela felicidade.


E nós por cá!

Rir é o melhor remédio


Rir é mesmo o melhor remédio! No meio das situações menos agradáveis há que saber tirar partido da parte cómica da questão, que muitas vezes temos dificuldade em encontrá-la.

Desde ontem que estou sem telemóvel, não sei o que se passou porque no meio do nada o gajo morreu mesmo. O pior foi que fiquei sem os contactos e não tenho forma de os encontrar. Agora resta-me aguardar pela reparação. Até lá ando com um mono completamente jurássico.
Hoje quando fui à Optimus ao Colombo estacionei o carro no parque como faço normalmente. No regresso quando liguei o carro, acenderam as luzes da direcção assistida e o volante não virava. Quase entrei em pânico mas depois pensei, porra não vai ser esta merda que me vai chatear. Chamei um daqueles senhores simpaticos seguranças do parque e ele ofereceu-se para chamar o ACP do proprio Colombo. Foram super rapidos e o Sr. do ACP disse-me que a parte electrica da direcção assistida tinha pifado, no entanto eu podia conduzir o carro, só que a direcção estava mais pesada. Pesada é favor, o meu medo era não poder curvar. Mas, ok enchi-me de coragem e lá vim até à Amadora onde enfiei o carro directamente numa oficina. À partida parece que vou ter de gastar umas massas com o motor da direcção assistida. É sempre fixe quando nos calha este tipo de despesas, principalmente quando estamos apenas com 70% do ordenado.

Por isso resolvi RIR, RIR até não poder mais!

13 de fevereiro de 2009

Passeio maritimo de Oeiras

Ontem finalmente consegui arrastar a preguiçosa da Mafalda para uma caminhada em Oeiras. Conversa tem ela, mas a vontade não é muita. Anda sempre a desafiar-me, mas quando chega a hora da verdade corta-se! Ontem não lhe dei abébias. E como se isso não bastasse veio buscar-me no seu automobile bué da louco, parecia uma carrinha de transporte de crianças. Bem..., nem vos conto, só mesmo eu para me aventurar com aquela maluca. Pediu-me para lhe ensinar o melhor caminho de Massamá para Oeiras mas acabámos por ir dar uma volta muito maior do que estava previsto, ou seja acabou por fazer o caminho mais longo e ficou sem perceber onde é que estava, ganda aurora! Eu que estava em transe, nem me apercebi de nada, queria era chegar a Oeiras rapido e de preferência sã e salva. Não faltou o meu tradicional "olha aí",agarrando-me com todas as forças que tinha ao manipulo, não fosse a doida galgar pela berma. De regresso a coisa correu melhor, pudera..., depois de 5km eu já nada me interessava, queria era estar de rabo sentado e rezar a todos os santinhos para me ajudarem a chegar à Amadora.

Bem , vamos ao que interessa...o dia estava lindo, com um sol radioso que convidava a uma bela caminhada. A conversa não nos tirou o fôlego e concretizámos os 5km.
Hoje foi dia de análises e consulta. Os meus glóbulos brancos já normalizaram bem como as plaquetas. O médico achou que está na hora do regresso à labuta, o que é bom sinal e aguardo o dia do reencontro com os famosos freaks da junta médica. Até lá aproveito este sol porque no Cacém não vou poder abrir uma janela.













12 de fevereiro de 2009

Almoço das CLAC's

Na 3ªf passada houve almoço das CLAC's para que fosse finalmente desvendado o mistério de quem escreveu o quê. Entre croquetes, filetes e imperiais à mistura lá fomos conhecendo as autoras desta historia de amizade entre Madalena e Teresa (lésbicas para algumas) e o desgraçado do Vicente que quase foi morto pela maioria. Foi divertido, sim senhora!

Agora resta-nos cumprir mais um desafio. A Nela dá o pontapé de saída e seguem-se as outras. Esta malta não tem nada que fazer. Vão mas é trabalhar!!!!!

Bem, agora não podem dizer mal da minha machine, digam lá que não ficaram favorecidas...quem é amiga, quem é?


3 de fevereiro de 2009

Tenho vergonha do país em que vivo



Depois de ter falado ontem com o medico, ficou combinado hoje fazer as analises, ter a consulta e tratar logo do assunto para recorrer na Seg Social.

Bem para começar, as analises estão bem excepto os leucocitos que estão abaixo do normal. Fiquei logo assustada mas o medico diz que pode ser da gripe que apanhei. Repito daqui a 1 semana.

O medico tambem ficou indignado com a decisão dos anormais da Seg. Social. Depois lá fez um relatorio onde explicava tudo o que já tinha feito e à data de hoje encontrava-me com neutropenia e que aguardavamos ainda alguns resultados. Se tudo estiver bem, dentro de 15 dias considero que já poderá ir trabalhar. Estas foram mais ou menos as palavras. Bem, lá fui de novo com o papelinho ao antro de incompetentes situado na Av. EUA para recorrer da decisão da semana passada.

Agora aguardo atentamente noticias daquele hospicio. Só espero que não me calhe a mesma desgraçada pela frente, senão não respondo pelos meus actos. Aí mostro a minha costela minhota e ela vai pedir para não ter nascido.