26 de outubro de 2007

Ontem foi assim...

Ontem foi assim...

De manhã acordei com dores terriveis na zona lombar, dorsal, cervical enfim se houvesse mais alguma região "demarcada", a dor estaria lá para me atasanar o juizo. Resolvi ir ao meu Dr. Antonio Ferreira, Queluz de Baixo, de medicina tradicional chinesa para me aliviar as dores. Sob indicações do Dr, a Mariana técnica em tareias, deu-me uma valente sova durante uma hora, sem direito a usar a minha defesa. Fiquei KO.

Fui a caminho da CUF para a 1ª consulta de Radioterapia e mal conseguia sentar-me no carro. O Sacro era o que mais me doía. Osso danado.

Fui atendida por uma médica muito simpática, que depois de me explicar como iriam decorrer as 33 sessões, teve a amabilidade de me perguntar sobre o estado da alma. Estivemos a conversar durante um tempo sobre o facto de alguem com 40 anos ficar sem a mama e como isso nos afecta.

Disse-lhe o que costumo dizer desde sempre. Eu sou mais que uma mama. Nunca tive problemas a olhar-me ao espelho. Sei que continuo a mesma pessoa. Aquilo que me preocupa é o desconhecido. É ter uma filha com 5 anos, olhar para ela e ter medo de não a ver crescer. De não a ver rir! Isso é que me atormenta.

Tremo quando ela pergunta: Mamã, tu não vais morrer pois não? Fico gelada com vontade de abraçá-la e parar o tempo para podermos ficar sempre ali! Isso é que é dói!

Por isso, o que é uma mama quando existem outros motivos que nos fazem pensar?

Apesar de tudo, sei que tenho uma filha com uma personalidade forte, não fosse ela Carneiro. Depois da cirurgia expliquei-lhe o que tinha acontecido, obviamente romanceando um pouco as coisas. " A maminha estava doente e está numa caminha do Hospital a ser tratada pelos Doutores. Quando estiver boa, vamos lá buscá-la. Sim , Mamã quero que a maminha volte para ti. Tenho pedido ao Jesus!" Diz ela. "Adoro-te! És a mãe mais bonita do planeta". Depois disto, o que é que vale uma mama?

Ah..., hoje já acordei sem dores. Afinal a sova valeu a pena.

Voltei novamente à CUF, desta vez para TAC e marcações. Inicio a Radio a 12 Novembro.

6 comentários:

Alda disse...

Isabel,
Fiquei de lágrima no olho! As crianças são o melhor do mundo.

Não merecem sofrer! E no entanto todos os dias, sabemos que são as que mais sofrem, com as injustiças do homem.
A tua filha é do meu signo!Somos muito afectivas, e determinadas.

E tu como mãe dela, também vais ser.Vais acreditar que chegará o dia de seres avó. Ok?
Viver com esperança, é meio caminho para a cura! Os médicos fazem o resto.
Força!É mais uma batalha que vais vencer.
Um beijinho para a tua filha linda!
Outro para ti.

imel disse...

Obrigado Alda!

Quero acreditar que sim. Tudo vai passar.

Ainda vamos ser umas velhinhas muita fixes. Sempre a curtir!

Bj grande

Sónia disse...

Também fiquei de lágrima no olho,sou uma chorona.Também sou do signo da tua filha, concordo com a Alda quando diz que somos muito afectivas e determinadas...Quando fui operada os meus tinham 3 anos e 1 ano,não se aperceberam de nada, acho eu!! Como eu te compreendo quando falas do medo que tens em não estar cá para vê-la crescer...Confesso que também tenho esse medo! Mas não penso, ou se penso,dura 30 segundos...e depois vêm os pensamentos bons!! Beijinhos Isabel, estás no meu coração e nas minhas orações!

Aida guimarães disse...

Olá Isabel,

Bem, isto por aqui é só "carneirinhas", eu também sou carneiro, o meu filho é carneiro!!!

Eu faço anos a 25 de Março, o meu filho a 29.

Realmente tens razão, o que vale uma mama se temos os nossos filhos!!
Também tirei a minha mama aos 40 anos!! Muitas coincidências amiga.

Continuas linda, muito linda mesmo. Eu também não me sinto menos mulher por isso. Também, em parte o devo ao meu marido que é um super homem!!

Beijos e fica bem

sem-papas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
sem-papas disse...

Isabel:

Eu entendo perfeitamente o que sentes. J� passei pelo mm e o meu unico pensamento era n�o t�r vida para a mh filha.
Ao fim de nove anos continuo aqui e sem problema algum, at� v�r.
Muita for�a e mt� coragem e vais v�r que se pensares positivamente, vais conseguir.
Um abra�o e um beijinho � tua menina.
Carmen.